top of page
  • Foto do escritorCINEMA ALDEIAS TABAJARA

Mulheres Tabajara Unem Forças em Encontro Estratégico para o Fortalecimento Comunitário

Um marco significativo na trajetória do povo indígena Tabajara ocorreu no último dia 23 de agosto. A partir das 14h, a Aldeia Nova Conquista Taquara abriu suas portas para um encontro enriquecedor reunindo mulheres das três aldeias em um fórum essencial para o fortalecimento dos Tabajara. Participaram deste, a assistente social da Secretaria de Agricultura, representantes da FUNAI, a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, membros do PARAIBATEC, a Secretaria de Estado da Educação e a Secretaria de Estado da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento.


A agenda central girou em torno de tópicos cruciais, com a visão estratégica de fortalecer a rede de políticas públicas internas e externas para o povo originário. A qualificação para a agricultura familiar emergiu como uma prioridade, com foco em oferecer orientação para jovens e mulheres. A discussão também abordou a potencialidade de cursos profissionalizantes, visto como uma plataforma essencial para a geração de renda através da exploração sustentável de produtos extrativistas. Durante a reunião, questões urgentes vieram à tona. A falta de suporte técnico ambiental para supervisionar os cultivos nas aldeias foi um ponto de destaque, com várias mulheres expressando preocupações com problemas que afetam a saúde das plantações, como fungos e deficiências nutricionais no solo. Além disso, foi levantada a necessidade de apoio no processo de beneficiamento de produtos, garantindo a qualidade em conformidade com as normas da ANVISA, bem como garantir destinos adequados para os produtos.


Um anseio longamente acalentado pela comunidade foi destacado durante o encontro: a criação de uma casa de farinha. Enquanto uma ferramenta de grande significado econômico e tradição cultural, a solicitação de uma casa de farinha data de 2019 e continua pendente. Em um gesto positivo, os membros das secretarias envolvidas e da FUNAI se comprometem a endereçar essa necessidade, com previsão para concretização no início de 2024, junto também a execução de cursos profissionalizantes dentro das comunidades voltadas aos processos extrativistas. Essa promessa reflete um passo crucial em direção à realização das aspirações da comunidade Tabajara. No entanto, é importante considerar que as dificuldades persistem. Desde desafios técnicos até obstáculos estruturais, todos agravados pelo processo etnico-cultural de retomada, marcada ainda pela ausência de assistência social nas áreas de saúde, educação e estruturas produtivas. A união das mulheres Tabajara e o comprometimento das autoridades representam uma aliança resiliente na busca por soluções sustentáveis.


Autores deste verbete: Laura Lujan Ausilio Diniz.

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page